05 agosto 2014

Dicas para a prática da felicidade

Não tem nada mais humano do que se sentir triste de vez em quando (ou um pouco mais do que "de vez em quando"). O mais natural quando percebemos a tristeza é tentar de todo jeito nos livrar dela: comendo chocolate, tomando umas brejas, conversando com alguém, chorando desesperadamente... Por experiência eu posso dizer que já tentei todas as alternativas acima e às vezes simplesmente não resolve.

Sou uma pessoa extremamente observadora e crítica, às vezes isso me prejudica, às vezes é ponto à favor. Nesse post vou dar cinco boas sugestões que podem te ajudar a lidar com a tristeza de forma madura e consciente, baseado em vários artigos e livros que já li, vídeos, conversas e experiência própria... Join it! :D

#1 Não tente "expulsar" a tristeza de dentro de você
A reação natural que temos diante da tristeza é de fuga: queremos sair de perto dela e que ela saia de perto de nós, mas... por que tanto desespero? A tristeza é como a dor, é um alerta de que algo está errado. Tente acalmar a sua mente e faça uma "retrospectiva mental" até conseguir visualizar com maior nitidez a provável razão dessa tristeza. Se parece óbvio demais, vá mais fundo. Encare os olhos dela. Vendo a situação de frente o monstro vai se mostrar muito menor! ;)

#2 Não fique de jeito nenhum deitado na cama remoendo sua dor
Quer aumentar ainda mais a deprê? Fique o dia inteiro no mesmo lugar. O que você estará fazendo consigo mesmo é fixar sua mente no problema. Distração é a palavra-chave! Vá dar uma, duas, três voltas na quadra... Suba numa bicicleta e vá longe! Pegue um ônibus que nunca pegou. Leve o cachorro para passear. Saia de dentro de casa. Pode não ser a solução definitiva, mas já é um baita passo para longe da tristeza.

#3 Pratique a gratidão
Faça o teste e se surpreenda: comece a listar mentalmente e então verbalmente "coisas" para se agradecer. Por exemplo: "eu agradeço pelo pudim-de-leite que comi de sobremesa, eu agradeço pela cama quentinha que dormi essa noite, eu agradeço pelo meu cachorrinho que pulou em cima de mim quando eu cheguei em casa, eu agradeço pela moça que segurou o portão para mim e me deu um sorriso..." liste tudo que você lembrar. A primeira vez que eu fiz esse exercício quase entrei em êxtase. Milhares de motivos foram surgindo magicamente e um sentimento enorme de alegria!

#4 Felicidade real é felicidade compartilhada
Tenha momentos de distração com pessoas que você ama e não se prenda à "grandes feitos". Seja ouvir uma música ou tomar um sorvete, faça isso com alguém. Doe um pouco de si mesmo. Existem crianças em orfanatos e instituições que adorariam sua companhia simplesmente pela sua companhia. Procure uma feira com animais, cachorrinhos e gatinhos filhotes são um poço de alegria (a nossa querida interwebs que o diga!) e se joga! 



#5 Busque algo maior
Existe uma frase maravilhosa que eu encontrei nesse texto e até postei no Facebook: "Mas o que nós descobrimos como praticantes é que nada jamais vai embora até que tenha nos ensinado o que precisamos saber." O cotidiano nos prende numa rotina que muitas vezes nos afasta de um Eu muito mais verdadeiro e profundo que somos. Dentro de nós existe um poço infinito de contentamento e paz, que é a felicidade que temos por direito como seres sencientes nesse Universo. Mas, tudo isso é uma busca e faz parte das nossas escolhas. Se muitas pessoas dão suor e sangue por dinheiro e fama, por que não deveríamos nos esforçar com maior empenho para conquistar algo tão mais importante quanto a felicidade?
Comentários
1 Comentários

Um comentário:


ATENÇÃO! Ao comentar utilize a opção "Nome/URL", assim eu posso te encontrar para responder o comentário! ;)
  1. Oi, Lí! Tudo bem? Adorei a visitinha no meu blog xD

    Adoro essa coisa de ler um texto no momento certo. Eu já procuro refletir por isso há um tempo, sabe? De saber lidar de forma melhor com as tristezas e as dores. Gostei muito das dicas. Essa #3 me lembrou de uma coisa que pretendo fazer: A The Happiness Jar, que consiste em anotar num papel algo te fez feliz no dia e guardá-lo dentro desse "pote da felicidade". Quando a gente se sentir pra baixo, a proposta é fazer a gente reler esses momentos e nos deixar melhores. É uma ideia bem gracinha, né? (=
    Bjão

    ResponderExcluir